Casa Amarela

Uma dúvida pertinente sempre vinha à cabeça do cliente: construir em um novo lote ou reformar a casa onde já morava? A resposta definitiva (reformar) veio ao analisar o valor de outros terrenos, junto com o fator determinante de não deixar bairro onde residem há tantos anos.
Reformular toda a residência – com área inicial de aproximadamente 315 m² – em busca de ambientes mais amplos e integrados foi uma das solicitações que os proprietários fizeram ao estúdio. A área íntima (todas as suítes da casa) foi remanejada para o pavimento superior, livrando todo o térreo para receber a tão desejada área social e a área de serviços. O projeto foi desenvolvido tendo como conceito principal a integração entre os ambientes. Como? Evitando ao máximo portas entre um espaço e outro e, no momento em que fosse impossível eliminá-las, lançar mão de modelos que permitissem grandes vãos quando abertos.
A utilização de uma estrutura mista – em concreto e metálica – trouxe mais dinamismo e leveza à fachada. Os materiais de acabamento seguem, em geral, uma paleta de cores neutra, deixando o destaque apenas para o amarelo, presente na pintura, em parte da marcenaria e nos azulejos que remetem ao ladrilho hidráulico. O resultado: ambientes que conversam entre si, unidade entre externo e interno e, mais importante, uma arquitetura que traduz o perfil dos moradores.

Área Construída: 446,50 m²
Área Terreno:585,00 m²
Fotografia: Elton Rocha